segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Alguns motivos para passear com seu cachorro

  Frequentemente ouvimos donos de cães duvidando e questionando a real necessidade dos passeios diários com os peludos. Não é raro a gente ouvir coisas como:

- Minha casa é grande, ele tem acesso a tudo.
- Tenho um quintal amplo, ele pode correr e brincar quanto quiser.
- Ele nunca fica sozinho em casa, sempre tem gente prá ficar com ele.
- É claro que ele pode fazer xixi em casa, o jornalzinho está sempre pronto.
- A gente sai de carro e de vez em quando ele vem com a gente.


  Bem, essas e outras frases fazem parte da rotina de muitos donos de cães. É claro que não fazem por mal, mas há muitos motivos importantes para levar seu peludo para passear. Com certeza ele terá uma melhor qualidade de vida em todos os aspectos.
  Um cachorro que tem acesso à casa toda é muito bom, mas se o único mundo que ele conhece é sua casa, prepare-se para ter um vigia tempo integral. O grande problema desses cães é que o mundo ao redor torna-se ameaçador. O cachorro só conhece sua casa e as pessoas que moram com ele, ou seja, ele não vai ser sociável o suficiente para viver em sociedade. Cada vez que ele tiver que sair ( veterinários, viagens, etc ), vai ser um estorvo para os donos, pois a atenção terá que ser dobrada e os cuidados redobrados.
  A socialização do cachorro é fundamental para qualquer situação. Muda desde a maneira dele se comportar na rua ou em lugares estranhos até a maneira como ele recebe visitas em casa. Quem já passou pela experiência de visitar amigos que tenham um cachorro que não foi devidamente socializado sabe o quão desagradável se torna essa situação. Então, donos que amam seus peludos, nada como passeios diários para torná-lo amado pelos seus amigos também.
  Esse é apenas um dos vários motivos. Para quem pensa que tem um quintal grande e o peludo vai correr e brincar o dia todo, más notícias. O cachorro só corre e brinca pelo quintal quando estimulado, ou seja, quando alguém fica com ele jogando bolinha, fazendo companhia e correndo, ou simplesmente, em outras palavras, obriga-o de forma gostosa a fazer exercícios. Um outro cão pode ser também estimulante, mas nesse caso você deve ter vários outros cuidados.

  A falta de caminhadas diárias pode tornar o cão hiperativo e destruidor. O cão tem uma energia quase inesgotável e, se ele não gastar pelo menos um pouco dessa energia nesse tipo de exercício, pode direcioná-la para outras atividades, na maioria das vezes politicamente incorretas como por exemplo destruir móveis, roer batentes, portas, mesas e cadeiras ou simplesmente correr alucinadamente pela casa correndo o risco de, além de derrubar tudo, se machucar.
  Na verdade, existem inúmeras razões para tornar o passeio com o peludo parte da rotina diária de vocês, inclusive o vínculo que se fortalece quando o animal sabe que vai passear com você, que será uma atividade agradável entre ele e o dono, uma troca, um momento que eles dividem, além disso, ninguém pode negar que uma caminhada é extremamente saudável para os bípedes também.
  Bem, todos os cães, independente de raça, precisam de uma dose diária de exercícios para manter a forma e a saúde. A quantidade desse exercício varia de acordo com raça, idade e tamanho.
  Na verdade, conforme você for fazendo dos passeios uma rotina, você mesmo vai perceber as necessidades de vocês dois. Inclusive se você for sempre aos mesmos lugares, terá muitas trocas de experiência com outros donos que também frequentam esses mesmos lugares. Depois você vai perceber que o cachorro é um excelente relações públicas nos passeios, isso já deu até casamento...
  Quando você adquire um cachorro, adquire junto uma lista de responsabilidades e uma nova rotina. Alimentação, carinho, cuidados, banhos, visitas ao veterinário, inclua nessa rotina seus passeios diários. O cachorro é resistente a variações climáticas, então nada de se acomodar porque tá muito frio ou ficar com preguiça porque tá muito calor. Com certeza seu peludo vai curtir e agradecer com muito carinho.
  Bem, agora um assunto que gera muitas discussões, a coleira. Evite sair com seu cachorro solto. Eu sei que é realmente gostoso andar com o cão ao nosso lado sem guia, dá uma sensação de poder, amor incondicional, parceria e reciprocidade. Mas tenhamos sempre em mente que o cão, assim como todos os outros animais, é imprevisível. Qualquer coisa que chamar a atenção dele pode fazê-lo sair em disparada, principalmente se a "coisa" em questão for uma sedutora cadelinha no cio e seu animal for um conquistador. Pode aparecer um pequeno animal que lhe chame a atenção e, nessa hora, o instinto de caça fica mais aguçado. Pode um cachorro bravo estar passeando na guia e o seu vai dar um "oi, amigo" e sair machucado. Tudo isso sem contar a quantidade de cachorros atropelados que vemos por aí.
  Se a sua reclamação é que o cachorro puxa muito e você se cansa demais, nada como um bom treinamento para fazê-lo andar ao seu lado. Procure conhecer a coleira Gentle Leader, que não deixa o cachorro puxar, não enforca o animal e ao mesmo tempo age mostrando que você é o líder da matilha, sem acabar com nossos braços. Alguns veterinários brasileiros já conhecem e indicam seu uso.
  Bem, se você se animou e resolveu virar um atleta junto com seu cão, leve-o ao veterinário e certifique-se que ele não tenha nenhum problema cardiológico ou respiratório, assim como nas juntas ou ossos. De preferência avise que você vai começar com essa atividade e peça um check-up do seu companheiro.
  Agora é só juntar os acessórios, colocar seu tênis mais confortável e começar e se divertir. BOM PASSEIO !!!!!!!
  PS: Não se esqueça do saquinho para catar os "presentes" que nosso amigo deixa pelo caminho.

Fonte: webanimal.com.br

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Projeto inverno animal

  No inverno muitos cachorros morrem de frio nas ruas, o que podemos fazer para ajudar? A Kéfera explica!


Vamos criar o hábito de andar com uma garrafinha extra de água na bolsa, e uma sacolinha com ração.
Lembrar também de colocar papelão e jornal na rua onde tem um cachorro abandonado. 
Pequenos atos podem mudar vidas!

Elisete/ André
7118-7076 / 8236-0286

sábado, 30 de março de 2013

Novo site!


  O novo site da Domesticão está no ar! Acessem: http://www.domesticaoadestramento.com.br/


Elisete/ André
7118-7076 / 8236-0286

sábado, 26 de janeiro de 2013

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Projeto verão animal.


  O Projeto verão animal criado pela vlogueira Kéfera, consiste em adotar ou alimentar um cachorro de rua, pois nessa época de festas muitas famílias abandonam seus animais para ir viajar e etc.
  Como ela disse, se não der para adotar um animalzinho, tudo bem. Mas seria legal se nós andássemos com um pouco de ração e água na bolsa/mochila, para quando encontrar um animal abandonado pudesse alimentá-lo.
  Vamos apoiar essa iniciativa!


Elisete/ André
7118-7076 / 8236-0286

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Cães enxergam cores?


  Todo mundo já ouviu falar que cães veem as coisas em preto e branco, mas saiba que isso é um mito! Mas basta investigar a visão dessa espécie para jogar tal crença por terra. Segundo a veterinária oftalmologista Fabiana Pereira, do Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a anatomia dos olhos dos cães é muito semelhante à dos humanos.“Há algumas diferenças sutis em relação à espessura e ao formato da córnea e da pupila, mas isso apenas significa que eles têm uma capacidade visual menor e mais limitada do que a nossa”, explica a especialista. Além disso, a retina deles, assim como a humana, está equipada com cones, que são as células treinadas para identificar as cores. “Eles possuem uma quantidade menor e menos variada de cones, o que restringe um pouco essa habilidade”, observa Fabiana. Dessa Maneira, pode-se dizer que os cães conseguem, sim, enxergar o mundo à sua volta mais ou menos como ele é percebido por nós, ou seja, colorido e em diversas tonalidades.
  Enquanto os humanos têm cones especializados em enxergar o verde, o vermelho e o azul, há duas possibilidades para o olho canino: ele seria sensível aos tons de azul e de vermelho ou ao azul e ao amarelo. Os cientistas ainda não entraram em consenso quanto a isso, mas concordam em um ponto: cães não enxergam o verde. 


Elisete/ André
7118-7076 / 8236-0286


domingo, 16 de setembro de 2012

Converse conosco!


Pessoal estarei nos dias 18 e 22/09 tirando dúvidas a respeito de comportamento canino na Equipevet, ligue e agende sua consulta!


Elisete/ André


7118-7076 / 8236-0286


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Dia de Socialização

  Oi pessoal, a DOMESTICÃO ADESTRAMENTO vem convidá-los para participar do Dia da Socialização que será no próximo dia: 02/09 (primeiro domingo de Setembro), nos encontraremos às  08h30 na Igreja do Rudge, como fizemos das outras vezes, caso alguém tenha dúvida de como chegar no local de encontro é só me ligar que explico.

  Venha participar e traga o seu cão para praticar exercícios com a gente e rever alguns comandos de obediência.

  Contamos com a sua presença!!!!

  P.S: Caso esteja chovendo no dia automaticamente será cancelada a atividade e voltaremos avisar a nova data, favor confirmar presença, pode ser por e-mail mesmo.

  Até lá!! 

  Elisete/ André


7118-7076 / 8236-0286

sábado, 28 de julho de 2012

Como cuidar dos cães nos dias de frio

  O frio chegou e com ele devemos ter cuidados especiais com nossos amiguinhos.



Pelagem

Se você é usa os sistemas de banho e tosa oferecidos pelos Pet Shops, durante o inverno  evite que o animal tenha contato com água, e também que tenha o seu pelo tosado.

Acessórios

A queda de temperatura pode ser fatal ao seu cão, principalmente no período noturno: então, prepare o cantinho do animal com uma forragem generosa e cobertores adequados.

Roupas

Aos cães que possuem a pelagem mais fina, recomenda-se o uso de roupinhas específicas para seu tamanho, a fim de garantir que  o seu corpo fique sempre aquecido.
Já os de  pelagem mais espessa, no entanto, sofrem alguns incômodos provocados pelo uso das roupas caninas: por isso, avalie em quais condições é realmente necessário vesti-los contra o frio.

Eli 
7118-7076 / 8236-0286